30 dezembro 2017

Hiperêmese gravídica


No período da gestação ocorrem várias alterações hormonais, a maioria das grávidas apresenta um quadro de êmese gravídica, ou seja, vômitos durante a gravidez. Essa é uma alteração fisiológica natural da gestante, que pode ser controlada com uma dieta saudável e fracionada.

Já a hiperêmese gravídica é caracterizada por vômitos incontroláveis, durante o período gestacional, provocando desidratação com repercussões sistêmicas, notadamente no fígado. Ambas são mais comuns no primeiro trimestre de gestação, mas dependendo da gravidade podem durar até 20 semanas. Até um 1,5% da população pode sofrer com a doença.

Etiologia:

Vários são os fatores para explicar sua etiologia tais como:

  • Relaxamento fisiológico da musculatura lisa do estômago;
  • A presença de elevados níveis de estrógeno e progesterona na circulação e da gonadotrofina coriônica;
  • Desnutrição seletiva (vitamina A) e o hipopituitarismo;
  • Maior frequência entre adolescentes;
  • Primigestas;
  • Gravidez gemelar;
  • Neoplasia trofoblástica gestacional;
  • Gestações não programadas.

Diagnóstico:

Exame clínico:

Na anamnese destaca-se a presença de vômitos com produção excessiva de saliva e com sintomas ligados à expoliação de água e solutos.

Exame físico:

  • Observar sinais de desidratação;
  • Confusão mental;
  • Olhos encovados;
  • Hálito cetônico;
  • Icterícia;
  • Febre.

Diagnóstico laboratorial:

  • Hemograma;
  • Sódio, potássio, glicemia;
  • Enzimas hepáticas;
  • Bilirrubinas;
  • Proteínas totais e frações;
  • Ureia e creatinina;
  • Função tireoidiana.

Em casos mais graves ou com hematêmese é necessário exame complementares, Endoscópio do esôfago, estômago e duodeno.

Diagnóstico diferencial

  • Obstrução intestinal;
  • Pancreatite;
  • Litíase biliar;
  • Úlcera péptica;
  • Meningite;
  • Hipertireoidismo;

Tratamento:

  • Internação;
  • Hidratação e reposição energética com glicose hipertônica;
  • Reposição de sódio e potássio de acordo com os resultados dos exames laboratoriais;
  • Dieta zero até cessar completamente a sensação de náuseas;
  • Nutrição enteral ou até parenteral em casos graves.

Tratamento complementar:

  • Psicoterapia.

Complicações:

O desequilíbrio hidroeletrolítico e desidratação para a gestante, que podem acarretar em baixo peso e nascimento prematuro do RN.

Prevenção:

  • Evitar alimentos mornos, ácidos ou gordurosos;
  • Dieta fracionada,
  • Evitar estímulos da parte posterior da cavidade oral durante escovação dentária;
  • Não levantar antes de alimentar-se,
  • Evitar esforço físico
  • Dieta fracionada,
  • Evitar longos períodos em jejum.


Postar um comentário