27 novembro 2013

RINITE ALÉRGICA


Sinônimos: Febre do feno, alergia nasal.

A rinite alérgica é um conjunto de sintomas, principalmente no nariz e nos olhos, que ocorre quando você respira alguma substância que lhe dá alergia, como pó, pelo de animais ou pólen.

Causas:

Um alérgeno é uma substância que desencadeia uma alergia. Quando uma pessoa com rinite alérgica respira um alérgeno, como pólen ou pó, o corpo libera substâncias químicas, incluindo a histamina. Isso causa sintomas alérgicos, como irritação, inchaço e produção de muco.

A febre do feno envolve uma reação alérgica ao pólen. (Uma reação parecida ocorre com a alergia a mofo, pelo de animais, poeira e outros alérgenos similares inalados.).

Os polens que causam a febre do feno variam dependendo da pessoa e da região. Os polens minúsculos e difíceis de enxergar causam a febre do feno com mais frequência. Exemplos de plantas normalmente responsáveis pela febre do feno:

  • Árvores (de folhagem sazonal ou permanente)
  • Gramíneas
  • Tasneira


A quantidade de pólen no ar é um fator determinante para o surgimento dos sintomas da febre do feno. Dias quentes secos e com muito vento têm probabilidade maior de apresentar altas quantidades de pólen no ar do que dias frios úmidos e chuvosos, quando quase todo o pólen vai para o solo, carregado pela água.

Alguns distúrbios podem ser associados a alergias. É o caso do eczema e da asma, por exemplo.

As alergias são muito comuns. Os seus genes e o ambiente ao seu redor podem deixar você mais vulnerável a alergias como a rinite alérgica.

Essa possibilidade de desenvolver (ou não) alergias é algo frequentemente passado para as próximas gerações de uma família. Se o seu pai e a sua mãe são alérgicos, é provável que você também seja. A chance é maior se a sua mãe tem alergias.

Diagnostico:
  • Exame físico;
  • Histórico dos sintomas é importante para diagnosticar a rinite alérgica, incluindo a variação ou não dos sintomas de acordo com o horário ou a estação e a exposição a animais ou a outros alérgenos;
  • O teste de alergias pode revelar substâncias específicas que desencadeiam os seus sintomas. O teste feito na pele é o método mais comum para testar as alergias;
  • Exames de sangue especiais poderão ajudar a efetuar o diagnóstico. Esses exames de sangue podem medir os níveis de substâncias específicas relacionadas a alergias, principalmente a imonuglobulina E (IgE);
  • Um hemograma completo, principalmente o exame de leucócitos eosinófilos.
Sintomas:
  • Irritação no nariz, na boca, nos olhos, na garganta, na pele ou em qualquer outra região;
  • Problemas com odores;
  • Coriza;
  • Espirros;
  • Lacrimejamento nos olhos;
  • Congestão nasal;
  • Tosse;
  • Diminuição da audição e diminuição do olfato;
  • Dor de garganta;
  • Olheiras;
  • Olhos inchados;
  • Fadiga e irritabilidade;
  • Cefaleia;
  • Problemas de memória e lentidão de raciocínio.

Tratamento:

Evitar os agentes que causam seus sintomas alérgicos. Talvez seja impossível evitar completamente todos os desencadeadores das suas alergias, mas você pode tomar algumas medidas para diminuir a exposição.

Depende do tipo e da gravidade dos sintomas, da idade e da existência de outras doenças (como a asma).

Para a rinite alérgica leve, uma lavagem nasal pode ser útil para remover o muco do nariz. Você pode comprar uma solução salina na farmácia ou preparar uma solução caseira com uma xícara de água morna, meia colher de chá de sal e uma pitada de bicarbonato de sódio.

Tratamentos Medicamentosos:

Anti-histamínicos

Os anti-histamínicos funcionam bem no tratamento dos sintomas alérgicos, principalmente quando eles não acontecem com muita frequência ou se não duram muito tempo.

Os antihistamínicos tomados por via oral costumam aliviar os sintomas leves e moderados da rinite alérgica, mas muitos podem provocar sonolência. Alguns podem ser comprados sem receita médica. Converse com seu médico antes de administrar esses medicamentos para crianças, pois eles podem afetar o aprendizado.

As novas fórmulas de anti-histamínicos causam pouca ou nenhuma sonolência. Alguns deles estão disponíveis sem receita médica. Eles geralmente não interferem no aprendizado. Esses medicamentos contêm loratadina e cetirizina. Outros anti-histamínicos podem ser comprados com receita médica.

A azelastina é um spray nasal com anti-histamínico usado para tratar a rinite alérgica.

Corticoides

Os sprays nasais com corticoides são o tratamento mais eficaz para a rinite alérgica.

Eles funcionam melhor se são usados continuamente, mas também podem ser úteis quando utilizados por curtos períodos.

Descongestionantes

Os descongestionantes também podem ajudar a reduzir sintomas como a congestão nasal.
Os sprays nasais descongestionantes não devem ser usados por mais de três dias.

Tenha cuidado ao usar sprays nasais salinos adquiridos sem receita médica se eles incluírem cloreto de benzalcônio. Esses sprays podem, na verdade, piorar os sintomas e causar infecções.

O antileucotrieno é um medicamento aprovado e indicado para ajudar a controlar a asma e aliviar os sintomas das alergias sazonais.

Doenças específicas causadas por alergias (como a asma e o eczema) podem exigir tratamentos adicionais.

Injeções:

As injeções contra alergia (imunoterapia) poderão ser recomendadas se o alérgeno não puder ser evitado e os sintomas forem difíceis de controlar. Isso inclui tomar injeções regulares do alérgeno, administrado em doses crescentes (cada dose é ligeiramente maior que a dose anterior) que podem ajudar o corpo a se adaptar ao antígeno.

Prevenção:

  • Evitar contato com os alérgenos conhecidos;
  • Reduza ao mínimo os objetos acumuladores de poeira;
  • Dê preferência para cortinas leves e tapetes finos que possam ser lavados regularmente;
  • Carpetes são péssimos para quem sofre de rinite, faça sempre questão de pisos lisos em toda a casa;
  • Passe diariamente um pano úmido nos móveis e no chão;
  • Deixe as janelas sempre abertas para arejar e permitir a entrada dos raios solares durante a maior parte do dia.

Dê especial atenção para o quarto: cobertores, travesseiros e bichos de pelúcia são perfeitos para acumular ácaros; lave-os regularmente e deixe-os ao sol pelo menos uma vez por semana.





Postar um comentário